SÓ PODE SER MÃE QUEM TEM FILHOS [Colunista – Terapeuta Familiar]



por Veridiana Fernandes

    Começo dizendo que sim, ser mãe é uma escolha. E não das mais fáceis. Já dizia a cultura popular que “filho não vem com manual de instruções”, mas ela esqueceu-se de dizer que, além disso, filho “vem” com uma série de desafios que cabem às mães – com a ajuda dos pais, dos familiares e da comunidade – solucionar. Ela também não mencionava que superar estes desafios faz com que a segurança da mãe aumente e, conseqüentemente, que ela se torne cada dia melhor. Foi lendo notícias de jornais, e participando de grupos de mães, tanto em redes sociais quanto pessoalmente, que percebi a importância deste assunto.
    Antigamente, os valores eram imutáveis e os papéis também. Sabemos que não existiam outras opções, mas apesar disso, a mulher era amparada e valorizada por sua comunidade quando se tornava mãe. Todos os filhos eram educados da mesma forma, e cada membro da família sabia perfeitamente qual sua função e como desempenhá-la. Hoje os tempos são outros. Temos liberdade de escolha em relação aos filhos, aos maridos, às carreiras. Avós criam netos, mães trabalham e pais ficam com os filhos, marido e mulher dividem os afazeres domésticos e podemos escolher aquela que acreditamos ser a melhor maneira de educarmos nossas crianças. Só que a liberdade, ao invés de trazer tranqüilidade, está trazendo angústias e inseguranças. As que escolhem ser mãe acabam julgadas pela comunidade de forma fria e muitas vezes cruel. Vejo o tempo todo mães queixando-se da interferência feroz de familiares – e até de desconhecidos – no modo como educam seus filhos. Percebo que a mãe, ao invés de ser acolhida e respeitada, acaba desmerecida, diminuída e, conseqüentemente, insegura em seu papel. A insegurança nos afasta daquilo que chamamos “instinto de mãe”, que nada mais é do que uma abertura tranqüila, profunda e livre à relação mãe-filho. Não é justo que mães se sintam ameaçadas pelo futuro de seus filhos! Mãe tem de se sentir livres e seguras para pensar, imaginar e sonhar o futuro que desejam para seus filhos, pois só assim serão capazes de agir de forma sensata e humana com eles. Certeza é algo que a maternidade nos tira, mas mais importante do que ter a certeza é termos a autoconfiança. Se estivermos sendo constantemente oprimidas por profissionais – e suas teorias – por parentes – e suas certezas – por desconhecidos – e seus julgamentos – não nos restará nada a não ser seguirmos à risca as teorias, obedecermos aos parentes e agradarmos aos desconhecidos. E isso sim prejudicará o futuro de nossos filhos. As crianças são alimentadas por nosso amor, por nossa autenticidade, por nossa felicidade, por nossas convicções e por nossos valores. São estas coisas que fazem de nós aquilo que somos e é de nós que nossos filhos precisam.
    Tornar-se mãe é uma decisão verdadeiramente corajosa. Quem tomaria uma decisão tão definitiva sem saber o que esperar? Sem ter certeza de suas capacidades? Por isso, ser mãe é uma decisão que exige confiança. Uma mulher que não confia em si mesma não decide ser mãe. E ser mãe não significa nem engravidar, nem parir. Ser mãe significa estar ali, disponível para seu filho, disponível para tomar decisões e fazer escolhas sérias. Ser mãe significa saber que mesmo buscando sempre fazer o melhor, nossos filhos estarão também sujeitos a outras experiências e influências e que, por isso, não serão apenas nossas atitudes que determinarão seu futuro. Ser mãe significa saber errar e, principalmente, saber perdoar – a si mesma em primeiro lugar. E ter consciência de nossa coragem e força é o que nos permite receber o maior presente que nos traz a maternidade: a felicidade de olhar, a cada novo dia que chega, aquele sorriso incrivelmente doce que nos dá a certeza de que o futuro é exatamente agora.  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s