Qual a maneira correta de limpar os ouvidos? [Colunista – Fonoaudióloga]


Por Tatiane Maciel
Hoje vamos falar de um assunto que muitos até já sabem, “não se deve usar o cotonete”, porém não perdem o hábito de usá-los,  então vamos entender quais os riscos dessa prática bastante difundida, que é a utilização das hastes flexíveis (cotonete) para limpeza dos ouvidos e como limpar corretamente os nossos ouvidos e dos nossos pequenos.
É fato, a utilização das hastes flexíveis (cotonetes) não deve ser realizada, pois acaba empurrando a cera para dentro do conduto auditivo, o que pode levar a perda da audição e dor. 
Todo mundo tem cera no ouvido, que pode ser desde a cor amarelo clara até marrom escura. Ao limpar os ouvidos com hastes flexíveis (cotonetes) o indivíduo pode causar uma lesão ao órgão, além de otites externas, infecções e lesões graves ou leves na membrana timpânica, como perfurar o tímpano, e em último caso pode até precisar de uma cirurgia para correção.
Ao limpar o ouvido o indivíduo tenta retirar a cera – cerume – do ouvido, que tem como principal função proteger. A cera é produzida por glândulas existentes no canal auditivo mais externo, sendo produzida e expelida normalmente.
O cerume recobre a pele do canal e o protege da água, que pode conter microrganismos nocivos e retém poeira e partículas de areia, impedindo danos ao tímpano.
O nosso organismo tem um processo de auto-limpeza, a cera que fica no canal externo do ouvido seca e vira um pó, que é eliminada pelo corpo.
Para limpeza adequada dos ouvidos utilize apenas a ponta da toalha logo após o banho, limpando somente até onde o dedo alcança assim a cera não será empurrada em direção ao tímpano. 
Nunca introduza objetos pontiagudos (chaves, grampos de cabelo) nas orelhas. Esses objetos podem causar também pequenos ferimentos no conduto auditivo externo, infecções ou até rompimento da membrana do tímpano. Não os utilize nem mesmo para coçar o conduto auditivo.
O organismo de alguns indivíduos pode produzir cera em excesso ou os canais auditivos serem estreitos demais, nestes casos a cera pode tampar o tímpano causando dificuldade na audição. Nestes casos é necessário retirar a cera, porém o processo deve ser realizado por um otorrinolaringologista, que se utilizará de lavagem ou aspirações, com equipamentos que não agredirão os ouvidos. Antes da limpeza pode ser preciso usar uma solução em gotas própria para amolecer e soltar a cera. Na dúvida, procure sempre um especialista!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s