Comportamento HIPERATIVO [Espaço Sosseguinho]

O TDAH é muito discutido hoje. Segundo a Associação Brasileira de TDAH, o transtorno acomente entre 3 e 5% das crianças e pode ser diagnosticado desde bebês. Entretanto, o que se observa hoje em dia é uma verdadeira epidemia de hiperatividade e défict de atenção. Pessoas que não passam nem perto de estar qualificadas para diagnosticar o transtorno, determinam que a criança sofre com a condição.
Hoje queria falar de alguns motivos pelo qual seu filho pode estar se comportando de forma hiperativa e que devem ser eliminados antes de se partir para um tratamento medicamentoso. Os mais comuns nas minhas observações em consultoria são:

1. Falta de descanso adequado
Muitos clientes meus, desde bebês até 10 anos de idade, demonstram comportamento hiperativo porque estão com sono ou cansados. Um bebê de um ano, por exemplo, em média, dorme cerca de 13:30 no total ao longo de 24 horas. Se seu filho dorme 3 ou 4 horas a menos que isso, como é muito comum em minhas observações, muito da hiperatividade e agressividade dele podem estar aí. Os pais tendem a achar que o que ocorre é o oposto: a criança não dorme porque é hiperativa mas, se você construir limites que favoreçam o sono do seu filho por mais horas, vai ver que é o cansaço que fomenta o comportamento.

2. Falta de gasto energético
Frequentemente sou indicada por escolas para ajudar pais de crianças que não “rendem” bem na em sala de aula já com 3 ou 4 anos de idade. Elas não sentam, não fazem atividades e não obedecem as professoras. Um dos possíveis motivos para esse comportamento é a falta de gasto energético da crianças, seja me casa, ou na escola. Nesse caso auxilio na organização da rotina da criança para que antes das atividades, gaste o excesso de energia que atrapalha e, isso, por si só, costuma evitar o uso de medicação.

3. Atividades impróprias para o estágio de desenvolvimento da criança
Fazer uma criança de 3 anos passar 2 horas pintando ou desenhando é ter expectativas muito altas. O tempo que crianças dessa idade conseguem ficar concentradas, é muito curto e as atividades precisam ser alternadas.

4. Falta de treino
Com o uso exacerbado de eletrônicos hoje em dia, quase todos nós temos problemas de concentração. Concentração exige treino e os eletrônicos nos deixam mal acostumados. Informação muito rápida, estímulos e imagens feitas especificamente para prender nossa atenção e a dos pequenos. Assim sendo, atrase o máximo que conseguir a utilização dos meios digitais com seu filho e, quando introduzí-los, a recomendação é de que não fiquem mais de 2 horas por dia utilizando esses equipamentos (sejam televisão, tablet, celular, computador ou vídeo game).

5. Rotulação
É triste ver crianças de 7 ou 8 anos que já dizem que são bagunceiros. Quando se diz a crianças, vezes suficientes, que são bagunceiras, “pestinhas” ou agitadas demais, elas começam a acreditar que esse é seu papel e continuam acentuando esses traços de comportamento. Não permita rótulos. Desde bebês escuto familiares dizendo que “Fulaninho” (de 6 meses de idade) é brabo e “tem personalidade forte”. Claro que tem! Um bebê demonstra quando está insatisfeito, como todos nós. Uma criança difícil é uma criança que não está tendo suas necessidades supridas.

E não é por falta de vontade dos pais, normalmente, mas por falta de informação que a maioria dos pais aceita diagnósticos fechados e medicamentos receitados em consultas de meia hora. O TDAH é um diagnóstico diferencial, ou seja, primeiramente, deve-se eliminar todos estes outros possíveis motivos e, apenas depois de vasta investigação, considerar essa hipótese e o tratamento com medicamento.
Não pule essas etapas. Mesmo depois do diagnóstico, há crianças que são tratadas através da psicoterapia ou psicopedagogia que ajudam a criança a lidar com o problema e a desenvolver novos padrões de comportamento.

Renata Bermudez
Consultora Sosseguinho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s