DIA DAS MÃES [PAPO DE MÃE]

Por Adriana Garcia
Ontem foi dia das mães. Mas porque só ontem? Costumamos brincar que todo dia é o dia das mães, mas no fundo você sente que todos os dias são seus dias? Não seus dias de: levar e buscar no colégio, levar e buscar no inglês, levar e buscar lá, aqui, acolá. Mas seus dias de verdade? De uns tempos para cá eu sinto! (Risos). Todos os dias tem birra, todos os dias tem correria, todos os dias são assim, quase diferentes do planejado. E no fim das contas ao mesmo tempo vão se encaixando e dá tudo certo. E no meio desse oba-oba todo, faço o possível para não perder os detalhes que são tão sutis: percebê-la crescer (p-e-r-c-e-b-e-r de fato). Então, antes mesmo de terminar o dia, já estou pensando nas atividades que terei para fazer no dia seguinte com minha filha, e antes de “pirar” respiro, penso e agradeço. Agradeço por mais um dia com ela, agradeço por ela ter saúde, agradeço por poder planejar o dia seguinte com ela e por fim agradeço por ser Mãe e me sentir feliz e completa mesmo nos dias que “não são literalmente nossos”, se eu sou mãe, é porque ela existe, senão não seria a mãe, seria a tia, a vizinha, a professora ou qualquer outra coisa menos “mãe”. Sinta todos os dias serem seus, mas sinta com o coração e não com a razão (que salta a nossa frente), sinta o momento presente e não o ontem ou o amanhã. Mãe literalmente você já é, basta sentir-se mesmo, todos os dias e você verá a diferença. Respire, pense e agradeça. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s