Colar de Âmbar

SEREIA

foto de: https://www.facebook.com/babitatifotografias/

Em várias fotos a Lara aparece com o colar de âmbar e muita gente acaba me perguntando qual a função dele, por isso resolvi falar de como ele me ajudou, assim quem sabe ele possa ajudar outras mamães por ai! 
Quando o primeiro dente da Lara começou a rasgar foi um caos, febre, muita diarreia, muita choro na madruga, muita irritação e aqueles litros de baba por segundo.

Já conhecia o colar de âmbar da creche em que trabalhei e confesso que nunca acreditei muito nele. No desespero de querer fazer algo para ajudar comprei o colar, naquela ideia de que se bem não fizer mal também não ia fazer.
Quando coloquei o colar a primeira mudança que percebi foi que ela parou de babar, não é que diminuiu, ela parou! Confesso que fiquei procurando as melhorias e não percebi, até que precisei tira-lo uns dias, depois que entrei com ela piscina e não sabia q não podia, tirei para energizar e acabei esquecendo de colocar de novo, ela ficou uns três dias sem, E??? Ela voltou a ficar muito irritada, a chorar bastante e a babar muito, o sono ficou super agitado e todo aquele caos voltou! A mãe de uma coleguinha de natação da Lara me falou que se o colar entra em contato com muito cloro ele cria uma película em volta das pedras que acaba por não ter mais contato com a pele da criança, lembrando que é quando a “pedra de âmbar entra em contato com a pele do bebê, que as pedras se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo.” Ele é considerado um antiflamatório natural e Por isso o acessório auxilia especialmente durante a fase de dentição, por aliviar dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre.” Porem não existe comprovações cientificas sobre seus benefícios, mas os relatos sobre ele são sempre muito positivos.

outro ponto positivo para o colar foi em relação ao refluxo da Lara, fizemos tudo que a pediatra recomendou, os remédios não ajudavam, trocamos o leite (ela tomava formula), e nada parecia ajudar muito. Tinhamos dias bem ruins, tudo que ela comia voltava e aquilo me deixava desesperada. Nesse meio tempo o colar chegou e depois de um tempo, bastante tempo para ser sincera, percebi que o refluxo tinha diminuído muito, tínhamos dias tão bons que eu esquecia do refluxo. coincidência ou não eu não sei, mas depois da chegada do colar as coisas melhoraram muito por aqui!

Como tudo na maternidade cada um acaba por ter a sua experiência com as coisas e aqui na minha casa, com a minha cria a experiência foi ótima, super recomendo! Hoje eu só tiro o colar p/ natação e coloco de novo! ela mal mexe nele, acho que já acostumou.

O colar da Lara é o mel, mas existem outros tipos com outras tonalidades e com outras pedrinhas diferentes, mas o efeito é o mesmo!

AHHH e tem que cuidar que tem muuuuito colar falso por ai, algumas maneiras de testar a veracidade da pedra é Colocando uma ou duas gotas de álcool em uma das partes do colar. Se alterar a cor, não é âmbar; Fazer uma mistura de água e sal, coloque o colar de âmbar, se boiar, é autêntica. (isso que faço quando esqueço e coloco a Lara na piscina com ele) ou testar a temperatura do colar o âmbar é morno ao toque, bem diferente das imitações de vidro, os de vidro acabam sendo mais frios.

E por ai, o colar ajudou? Como foi a experiência de vocês com ele?

Bejinhos Gi :*

Anúncios

3 Super dicas de passeios em Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Maceió e Sumaré com crianças

Vocês já sabem que existem sete Roteiros Baby espalhados pelo Brasil, informando mamães (e papais também!) de Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Indaiatuba, Maceió, Recife e Sumaré sobre o que há de mais interessante nessas cidades, voltado para o universo infantil.

Hoje, pensando naqueles que vão ter como destino essas cidades em passeios ou até mesmo nas férias, a equipe Roteiro Baby preparou super dicas de passeios que nunca saem de moda.

Aproveitem e mostrem esse post para amigos que convivam com esse público tão especial que são as crianças e residem nessas cidades ou que pretendem visitá-las em breve! Eles vão curtir nossas dicas!


Roteiro Baby Brasília


Parque Olhos D’Água: é um dos vários parque agradáveis para frequentar em família na cidade e proporcionar às crianças o contato com a natureza e a liberdade das brincadeiras ao ar livre. É um dos mais bacanas porque é seguro, limpo, bonito, cheio de sombra (21 hectares de cerrado preservado!), tem parquinho, pista de cooper, trilhas interiores, equipamentos de ginástica, laguinho com patinhos, diversas atividades gratuitas abertas à comunidade (inclusive feiras de troca e encontros de grupos de apoio à gestante), além de local reservado para picnic.
Horário de funcionamento: das 6 às 19 horas.
Endereço: Asa Norte (entrada pela quadra 414 Norte)
Telefone: (61) 3233 8099

Livraria Cultura: as duas filiais da Livraria Cultura em Brasília (Shoppings Iguatemi e Casa Park) oferecem, semanalmente, atividades gratuitas para crianças. Duas vezes por mês, acontecem atividades bilíngues, em inglês e espanhol. E, na tentativa de alcançar o público de todas as idades, a livraria ainda promove oficinas de reciclagem, contações de histórias, aulinhas de musicalização e teatro infantil, para crianças acompanhadas dos pais.
Horário de funcionamento: o mesmo dos shopping centers.
Telefones: (61) 3410 4033 (Casa Park Shopping) e (61) 2109 2700 (Shopping Iguatemi Brasília)

CCBB: Brasília é uma das quarto capitais do Brasil que tem um Centro Cultural do Banco do Brasil – CCBB (as outras são São Paulo, Rio de Janeiro e a nossa querida Belo Horizonte!), onde são oferecidos, anualmente, exposições, peças, filmes e outros eventos culturais. Grande parte da programação tem classificação livre e o edifício é cercado por um agradável jardim, que abriga quatro estruturas de metal gigantes e interativas (Navete, Lagarta, Colmeia e Casulo, que dá nome ao projeto), do artista Darlan Rosa, projetada para crianças e adolescentes se divertirem.
Endereço: SCES, Trecho 2, Lote 22
Telefone: (61) 3108 7600

Roteiro Baby BH


Circuito Cultural Praça da Liberdade: é o maior conjunto integrado de cultura do Brasil. Formado pelos museus e espaços culturais que ficam ao redor de uma das praças mais famosas da cidade, atraem os olhares de todos que passam por lá com seus imponentes prédios antigos que foram transformados em espaços interativos. Destaque para o Memorial Minas Gerais Vale, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa e seu teatro, o Espaço TIM UFMG do conhecimento – com seu planetário e o terraço astronômico – e para o Museu das Minas e do Metal, preferidos das crianças. O CCBB de BH também faz parte.  Os horários e preços variam de acordo com os prédios que serão visitados. Mas a dica é aproveitar para conhecê-los às quintas-feiras, quando o horário de funcionamento é estendido e a entrada é gratuita em todos os espaços. Conheçam tudo sobre o Circuito e aproveitem para fazer um tour virtual aqui.

Pampulha: é a região localizada no entorno da lagoa homônima que é um dos principais cartões postais de BH. Nela estão os estádios Governador Magalhães Pinto e Jornalista Felipe Drummond (carinhosamente chamados de Mineirão e Mineirinho, respectivamente), clubes, restaurantes kids friendly, o Parque Ecológico, a Igrejinha de São Francisco de Assis, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa de Baile, o Jardim Botânico, o Centro de Preparação Equestre da Lagoa, o Zoológico com seu magnífico Aquário São Francisco, o Aeroporto e o tradicional Parque Guanabara. Na Pampulha contamos ainda com pistas de ciclismo, corrida e caminhada: razão pela qual, diversos eventos esportivos nacionais e internacionais ocorrem no local. É um endereço para passear várias vezes e para passar o máximo de tempo possível, pois tem muita coisa bacana para ver e aproveitar.

Parque Municipal Américo Renné Giannetti: localizado no coração da cidade, na Avenida Afonso Pena, 1377, é uma charmosa área de lazer e contemplação, inspirado nos parques franceses Belle Époque, com muita área verde; lagos com peixes e marrecos; orquidário; espaço para picnic;playgroud; atrações como o passeio de burrinho e parque de diversões. Dentro dele ainda encontramos o teatro Francisco Nunes e o maravilhoso Palácio das Artes. E nele sempre acontecem eventos culturais. O parque funciona de terça-feira à domingo, das 6 às 18 horas, mas o melhor dia para passear por lá com nossos babies é aos domingos, para aproveitar também a feira de artesanato que acontece em frente ao parque. A entrada é gratuita. Saiba mais aqui.

Roteiro Baby Floripa


Projeto Tamar: a base fica na praia da Barra da Lagoa, na ilha de Santa Catarina, parte da capital Florianópolis (para quem não sabe, Florianópolis possui uma parte continental e outra insular). Para quem está no centro da cidade (na ilha), fica a aproximadamente 25 Km. Passando a Lagoa da Conceição, seguindo para a Barra da Lagoa, existem várias placas sinalizando o local. Super fácil de achar! Existem alguns tanques espalhados pela base, onde ficam as tartarugas, algumas delas muito grandes. A Patrícia Tabalipa ficou impressionada com o tamanho e achou super legal ver a criança encontrando o animal pessoalmente – o que só tinha acontecido por meio de desenhos – e fazendo a comparação. Super dica: marquem o passeio de vocês de forma que às 15:30 já estejam lá, pois é nesse horário que elas são alimentadas e os tratadores contam mais sobre as espécies e a idade de cada uma. Leiam mais sobre esse programa aqui.

Lagoa do Peri: situada no sul da ilha, próximo à praia da Armação do Pântano do Sul, com uma superfície de 5 Km², é a maior lagoa de água doce do litoral catarinense, dentro do que restou da Mata Atlântica, fica situada dentro do Parque Municipal Lagoa do Peri. Com uma fauna e flora rica, possui variadas espécies como o jacaré do papo amarelo que está em extinção. O local possui uma estrutura boa para receber as famílias, como estacionamento, banheiros e área infantil. Super convidativo para um dia de sol e com águas calmas para as crianças.

Dunas da Joaquina: do lado leste da ilha, a mais famosa e mais procurada duna, fica na praia da Joaquina. Uma grande extensão de areia que forma morros, onde crianças e adultos se divertem, descendo correndo, rolando ou de prancha. Diversão para toda a família!

(Dica extra)Pizzaria Lorenzo’s: lugar com uma vista sensacional, comida maravilhosa e o mais importante: totalmente kids friendly, com direito à área de “Pizzaiolo mirim”, na qual as crianças montam suas pizzas, que são assadas e levadas à mesa para elas comerem. Vejam que delícia o passeio que a Patrícia fez por lá com sua família aqui.

Roteiro Baby Maceió


Orla de Maceió: é simplesmente fantástica para passear, pedalar e caminhar, mas aos domingos, ela fica ainda mais especial, pois se transforma em um verdadeiro parque, já que um trecho entre Ponta Verde e Pajuçara fica fechado para lazer. Cama elástica, piscina de bolinhas, pedalinhos e quadriciclos garantem o entretenimento da garotada. Vocês podem levar suas bikes – ou alugar um por lá – e passear com a família toda. Barracas de praia super agradáveis garantem sucos, drinks e petiscos maravilhosos e o mar é mais do que apropriado para um delicioso banho. A Alline Ramos dá mais informações aqui. Preço da locação de brinquedos: em média, R$ 5,00 por meia hora.

Praia do Gunga: uma das mais bonitas do Estado, na opinião de muitos apreciadores da região. No entanto, esse passeio pode não ser bacana dependendo do trecho que vocês escolherem para ficar, da barraca escolhida para petiscar e, principalmente, do dia e hora escolhidos para desfrutar desse paraíso. É interessante visitar o local cedinho para evitar o tumulto no estacionamento. Também é bacana escolher com calma o pedacinho de terra da sua família, sendo recomendado o lado voltado para a Lagoa do Roteiro, por oferecer um banho mais tranquilo para as crianças. Na parte central, a movimentação é maior. Se for possível locar um carro, vale à pena. Algumas empresas de turismo “empurram” os visitantes para as barracas mais caras (que nem por isso são as melhores), ficam querendo vender passeios (muitas vezes desnecessários) e limitam o horário, impedindo que simplesmente se curta o paraíso e tome muitos banhos de mar. Vocês conferem mais dicas da Alline aqui.

Praia de São Miguel dos Milagres: uma das paixões da Alline, distante de Maceió cerca de 1 hora e meia. Ela conheceu a região antes do “boom”turístico e não deixou mais de ir. É um lugar acolhedor, com praia linda e preservada, um cantinho especial para relaxar e namorar. Após o nascimento do filho, ela descobriu que também é maravilhosa para crianças, com águas mornas e calmas. As piscinas naturais e o passeio pelo Rio Tatuamunha, viabilizado pelo Projeto Peixe-Boi, são imperdíveis! É um destino para amantes da natureza e da tranquilidade. Nada de cama elástica ou video-games. Um lugar para respirar ar puro, fazer castelos na areia e curtir um banho de mar maravilhoso.

Roteiro Baby Sumaré


Horto Florestal: considerado a maior área verde da cidade. Está disponível para fazer trilhas com duração média de 10 minutos, mas é necessário caminhar com a presença de um guia, então, vocês deverão agendar uma visita monitorada. É possível visitar o Viveiro Municipal de Plantas e Mudas, onde existem espécies de mudas para replantio urbano e reflorestamento. O horário de funcionamento é das 7 às 16 horas com entrada gratuita. Para as crianças, há o Espaço Criança Ecológica que tem o objetivo de facilitar o aprendizado e despertar a consciência ambiental. Uma boa pedida para quem busca relaxamento junto à natureza e para apreciar as diversas espécies que compõem a fauna e a flora da biosfera local.
Endereço: Estrada do Horto Florestal, s/n.
Telefone: (19) 3883 7099

Represa do Marcelo: um dos principais pontos turísticos de Sumaré é a Represa Marcelo Pedroni que possui uma belíssima paisagem para lazer e pesca, Funciona diariamente a partir das 7 horas e chega a receber até mil pessoas nos finais de semana. Alguns eventos ocorrem lá, como a Virada Cultural, já que a represa possui área para shows. São mais de 10 espécies de peixes na área de pesca, futuramente deverá oferecer o serviço de pedalinhos. O local foi revitalizado em 2005 e, desde então, o visitante encontra pista de cooper, mesas de picnic e um playground ecológico para as crianças. A represa tem esse nome em homenagem ao imigrante italiano Marcelo Pedroni que é oficialmente o responsável pelo início da canalização da água na cidade. Na Praça da República, atrás da Igreja Matriz, há um busto de Marcelo, que ficou conhecido como o “Pai da Água” e também é nome da avenida que leva os moradores até a represa.
Endereço: Rua da Represa Marcelo Pedroni, s/n, Jd. Francischini.
DAE Sumaré: 0800 151025

Mini Pantanal: em Paulínea, a 5 Km de Sumaré, tem um verdadeiro santuário ecológico que pode ser apreciado de barco ou a pé pelas margens do Rio Atibaia. Trata-se do Mini Pantanal, um dos ecossistemas mais completos da região. Nele é possível observar grandes variedades de fauna e flora. Marrecos, quero-queros, frangos d’água, talha-mares, e – as mais comuns e em grande número – garças podem ser vistos, além de outros animais, como jacarés, capivaras, ratão do banhado, conforme a época do ano. Os passeios de barco são realizados mediante retirada de senhas, pois o número de viagens é limitado. O parque funciona aos sábados, domingos e feriados, das 9 horas às 16:30. Há barracas de lanches e um belo playground para a criançada.
Endereço: Avenida Luis Vicêncio, s/n, Bairro Parque da Represa.
Telefones: (19) 3884 6118 e 3884 6002

*Texto escrito pelas blogueiras da Equipe Roteiro Baby e compilado por Roteiro Baby aqui.

Blogagem coletiva – Primeira viagem da nossa família

Esse post faz parte da Blogagem coletiva do grupo “Viagens em Família” , idealizado pela Cláudia Rodrigues do blog Felipe o pequeno viajante, e o tema escolhido para estrear foi: A primeira viagem da nossa família!
Em nossa primeira viagem, Cecília tinha apenas 3 meses e, em termos de deslocamento, foi uma viagem curta, pois fomos de carro para Bombinhas – SC, uma distância de 70km de Florianópolis. 
Vista da sacada do quarto

Considero Bombinhas um destino perfeito para quem gosta de praia, águas calmas e passeios variados. Conhecida por suas águas transparente, está localizada na chamada Costa Esmeralda, que é composta por praias como Porto Belo, Quatro Ilhas, Canto Grande… uma mais linda que a outra.

Vista aérea da região, lindo!

Fomos em um final de semana com feriado com os padrinhos da Cecília e mais um casal, ambos sem filhos. Ficamos na pousada Solar das Tartarugas e adoramos. Perto da praia que consideramos a mais bonita de Bombinhas: a Praia da Sepultura. Era o segundo turno das eleições, logo não tinha muito movimento nas praias. 

Com a mamãe na praia! 

A pousada possuía berço desmontável, o que foi ótimo. Não tinha banheira, então levamos de casa. Os apartamentos possuem uma mini cozinha, com microondas o que ajudava para a preparação da mamadeira. Tudo muito bom. Apesar da Cecília ainda não entrar na água, os papais e titios aproveitaram! E mamãe descansou!

Acordando! 

Por ser uma época em que ainda não era tão quente (início de novembro) íamos à praia tranquilos, levávamos um tapete para ela ficar deitadinha e o bebê conforto, para quando ela dormisse. Como ela ainda só mamava. as maiores preocupações eram trocar a fralda e a hora de comer. Sempre em uma sombra e com protetor solar. 
Acho que ela estava gostando

Visitamos outras praias como a Laranjeiras em Balneário Camboriú, e ela como sempre se comportou muito bem. Uma praia que também indico, mais movimentada. Durante toda a viagem ela se comportou bem. Sempre procurei respeitar os horários dela, por mais que o local seja diferente, acredito que a rotina deva ser mantida. Gostaram? Beijos Patty

Dormindo com a supervisão da Dinda


Para os papais que não tinha coragem de viajar com os filhos se animaram? Aqui tem mais histórias para encorajar, ou planejar. Veja como viajaram (estão por ordem de postagem): 

8 – Mônica Nogueira do M de Mônica…e Mãe…: http://mgnogueira.blogspot.com.br/2010/02/alalaoooo-mas-que-calooooor.html
9 – Debora Galizia do Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/?p=482
13 – Ligia Cantarelli do Sem vírgula antes do etc: http://www.semvirgulaantesdeetc.com.br/a-primeira-viagem-da-familia/
16 – Cássia dos Santos Virgens do Fomos juntos: de malas prontas!: http://educadorecia.blogspot.com.br/2013/05/blogagem-coletiva-primeira-viagem-da.html
29 – Luciano e Andrea do Malas e Panelas: http://malasepanelas.com/nossa-primeira-viagem-em-familia/
34 – Marcia Tanikawa do Os caminhantes